Joinville
TDJ » TDJ » Joinville » Economia de Joinville

Economia de Joinville

Economia Atuante

A abastada classe de industriais da região criou, logo no início do século XX, a Associação Comercial e Industrial de Joinville (atual Associação Empresarial de Joinville). Hoje, a região produz 18,9 por cento (valor adicionado fiscal) do produto interno bruto global do estado de Santa Catarina.

Joinville é cortada por várias rodovias e linha férreas que também contribuíram para tornar a cidade o 3º maior polo industrial da Região Sul do Brasil. Apesar da progressiva terciarização do centro, a atividade industrial continua com grande relevância, atuando, no entorno industrial, grandes conglomerados do setor metal-mecânico, químico, plástico, têxtil e de desenvolvimento de software, tornando-a um grande polo do setor.

Indústrias

Sendo a cidade industrial mais importante de Santa Catarina, com muitos dos mais importantes grupos económicos do país de diversos setores – tais como a Cipla, Buschle & Lepper, Amanco (antiga Akros), Schulz S.A, Franklin Electric (Schneider), Neogrid, Docol, Döhler, Embraco, Ciser, Tigre, Tupy S.A, Totvs (Logocenter, Datasul), Britânia, KaVo Dental, Krona, General Motors, Whirlpool S.A. (Multibras, marcas Consul e Brastemp), Wetzel S.A., Laboratório Catarinense, Siemens, entre outras.

Joinville é o segundo maior polo metalúrgico do Brasil, ficando atrás, apenas do estado de Minas Gerais. Outra marca importante da cidade é que ela é o maior polo industrial de ferramentaria do país.